Polícia

Roubo de celular, tiros e detenção no interior de Linhares

Postada em: 13916

Um roubo de celular na estrada de acesso à localidade de Baixo Quartel resultou na detenção de um dos autores, e a apreensão na apreensão de uma motocicleta Honda Sundoww placa MRS-3931, usada no assalto. Baseada no Boletim Unificado 38811154 gerado neste sábado às 08h41, a Polícia Militar informou que o detido, Manoel Bruno Monteiro, de 37 anos, estava com mandado de prisão em aberto.

Ainda baseada no BU, a PM cita que a vítima, que tem 18 anos, estava no ponto de ônibus na estrada de acesso a Baixo Quartel, quando Manoel Bruno e um comparsa chegaram de moto e roubaram o celular do jovem.

Após receber a informação de que os assaltantes haviam fugido com destino à Rodovia BR101, foi iniciada a busca, e os suspeitos foram visualizados nas proximidades da Weg.

Ainda informou a PM que os indivíduos ao perceberam a aproximação da guarnição, abandonaram a motocicleta e na tentativa de uma evasão, adentraram na vegetação. Durante

as buscas pela área de vegetação, foram efetuados quatro disparos de arma de fogo, tendo em vista que Manoel Bruno teria  virado para trás, e colocado a mão na cintura no intuito de apanhar o que poderia ser uma arma de fogo. A PM informa que ninguém foi alvejado, e que o comparsa de Manoel Bruno conseguiu fugir.

O celular e a arma citada pela PM não foram localizados. A moto foi entregue à Polícia Civil. A PM não informou o crime que respalda o mandado de prisão em desfavor do detido.

Apuração x mais detalhes

Nas nossas apurações, obtivemos informações de que o mandando de prisão em desfavor de Manoel Bruno Monteiro foi expedido pela 3ª Vara Criminal  da Comarca de Linhares, e que a moto estava com restrição de furto/roubo.

A vítima foi abordada assim que saltou de um ônibus da Viação Joana Darc, sendo que o carona da moto colocou a mão no ombro do rapaz para intimidá-lo, enquanto o condutor, que estava de óculos de sol e touca colorida, permaneceu com a mão na cintura e disse que que a vítima corresse ele a mataria.

Também obtivemos a informação de que foi solicitado apoio pela guarnição que iniciou as diligências, e que foi um Soldado que efetuou quatro disparos de arma de fogo. Esse mesmo Soldado teve o celular danificado no decorrer das buscas, ao enfrentar obstáculos para tentar localizar os suspeitos. O celular roubado não foi localizado.