Quinta, 22 de Outubro de 2020
27 99808-4347
Eu Vi Em Sooretama Juninho

PM detém Juninho, e frase de evangélica deixa equipe indignada

Ela fez um comentário quando detido estava em frente à 16ª DRL

23/02/2019 19h53
Por: Redação
PM detém Juninho, e frase de evangélica deixa equipe indignada

Ademir Luiz Alves, de 21 anos, o Juninho, foi detido pela Polícia Militar de Sooretama, em uma ação sob sol escaldante da tarde deste sábado (23). Na ação foram apreendidos 34 pedras de crack e um pino de cocaína, além de uma motocicleta Yamaha de cor preta e placa Oyk-9058, em nome do detido. A ação está registrada no Boletim Unificado 38688356, gerado às 16h18.

Segundo o BU, policiais militares a bordo da viatura 3034 faziam patrulhamento quando nas proximidades do bairro Salvador viram Juninho na condução da moto, sendo que ao perceber que seria abordado, ele teria jogado ao solo um frasco plástico e acelerou  motocicleta.

Mas a guarnição foi mais esperta e conseguiu evitar a fuga. Foi checada a placa da moto, e na sequência a guarnição percebeu que se tratava de Juninho, que atuaria juntamente com José Carlos Ramos Luz, o Tio Zé, detido recentemente.

Nada de ilícito foi encontrado na revista pessoal, mas no frasco dispensado pelo rapaz, ainda segundo o BU, foi encontrado um total de 10 pedras de crack e um pino de cocaína, e Juninho foi algemado para que a equipe averiguasse denúncias recebidas de populares que apontaram um terreno baldio na Rua Bom Jesus, no bairro Alegre como uma espécie de esconderijo para as chamadas cargas de drogas. E o BU cita que ali foi encontrado outro frasco plástico contendo 24 pedras de crack embaladas para venda.

Coitado, vai derreter no sol, diz mulher

O BU cita ainda que na ocasião em que Tio Zé foi detido, Juninho teria conseguido escapar, e que ele seria apontado como responsável por passar nos locais de venda de drogas, recolher dinheiro e fazer com que a verba chegasse à Tio Zé. A moto apreendida seria o veículo utilizado na entrega das drogas nos pontos de venda.

Antes de finalizar o relatório do BU, a PM faz uma observação: A equipe ficou indignada quando uma mulher, alegando ser evangélica, se manifestou durante a detenção de Juninho, com o seguinte comentário: "Nossa, policiais. Vocês não acham que ele vai derreter no sol? Coitado, está muito quente".

No mesmo parágrafo o relatório lembra que a mulher, talvez, nem percebeu que a equipe estava também sob forte sol, e no mesmo clima quente, e ainda trazendo no corpo grande peso em equipamentos na farda, e que isso é para que a mulher e seus vizinhos tenham mais segurança.

O caso ganhou sequência nos procedimentos de praxe, junto à Polícia Civil.

 

33 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias