Fundação Renova
40 anos

Dr Fabrício lembra reviravolta após 40 anos, e cita projeto que deu certo no Brasil

Você, no mínimo, fará uma "viagem" e "voltará" mais tranquilo, ao ler o que o colunista escreveu.

29/01/2019 06h22
Por: Redação
10.632

Por Fabrício Lucindo Lima

Caros leitores, hoje pretendemos falar sobre um assunto muito importante, mas que por vezes, sempre passa desapercebido. Há algumas semanas um grande amigo me pergunta: Qual programa ou projeto, comprovadamente  deu certo neste pais nos últimos 40 anos? Com essa pergunta bem difícil e intrigante, passei a pensar sobre o assunto e encontrei a resposta.

Já leu? Miss Linhares 2019 terá também homens na passarela!

Analisando nosso recente passado, nos últimos 40 anos, me lembro bem que, ao embarcarmos em um ônibus da antiga empresa Alvorada, em Vila Velha, ou na Águia Branca com destino a Iúna, empresa que usava  as  cores  verde e laranja na época, havia sempre uns dizeres no interior do veículo e por cima do para-brisa: “proibido fumar cachimbo, charuto e cigarros de palha” e “fale com o motorista, somente o indispensável”, ou seja, o cigarro era liberado! Metade dos ocupantes fumava e a outra metade era fumante passivo, haviam até cinzeiros nas poltronas.

Nos aviões o fumo era liberado, depois criaram uma área no fundo do avião, reservado para fumantes... imaginavam é claro, que a fumaça não fosse alcançar as poltronas mais a frente. As campanhas publicitárias de cigarros eram as mais bonitas, bem feitas e também eram as grandes impulsionadoras dos meios de comunicação, quem não se lembra de... “Hollywood o Sucesso” e também de muitas outras, o compositor Lobão cantava “... um café, cigarro e um trago, tudo isso não é vício, são companheiros da solidão....”

Os artistas fumavam nas novelas e no cinema, os jogadores de futebol também. Era permitido fumar em salas de cinema e teatros. Nosso maior herói do final dos anos 80 e início dos anos 90 foi o piloto de formula 1, Ayrton Senna. Pois bem, nós acordávamos nas manhãs do domingo para assistir as corridas, ansiosos por mais uma vitória de nosso ídolo maior, que era patrocinado pelas marcas de cigarro Malboro, Camel e John Player Special. Que garoto não iria achar interessante fumar? Poucos!

Com tanta propaganda de sucesso e consumo, estima-se que chegamos ao final dos anos 80 com 35% ( trinta e cinco por cento)  de fumantes na população brasileira, ou seja, de cada 100 habitantes,  35 eram fumantes. Então, no início dos anos 90,  o sinal de alerta médico foi acionado em quase todo o mundo, por conta  dos perigos do tabagismo, vício, doenças respiratórias, câncer e etc...

Então, nos últimos 30 anos, as campanhas foram invertidas, desta vez, contra o tabagismo. Proibiram a veiculação de propagandas de cigarros nos meios de comunicação e o patrocínio de esportes em geral. O cigarro foi proibido em empresas, bares, restaurantes, casas noturnas, lugares fechados, meios de transportes e inúmeras outras ações.

As marcas de cigarros foram obrigadas a estampar em todos os produtos, os efeitos nocivos à saúde e  milhares de usuários, com problemas crônicos de saúde, provocados pelo cigarro, ingressaram na justiça contra os fabricantes, “fumar deixou de ser cult e passou a ser trash”.

Finalmente e resumidamente, respondendo aos meus amigos leitores, um dos projetos que comprovadamente deu certo no nosso país, nos últimos 40 anos, foi a campanha contra o tabagismo. Hoje, segundo estimativas oficias, cerca de 12% ( doze por cento) de nossa população faz uso de cigarros e a tendência é diminuir ainda mais.

Caso nós estivéssemos com o mesmo percentual do final da década de 80, teríamos, no mínimo, mais de 70.000.000 (setenta milhões) de fumantes em nosso país, espalhando fumaça para todos os lados, alguma coisa tinha que ter dado certo aqui...

*Fabrício Lucindo Lima é delegado de polícia civil

6comentários
500 caracteres restantes.
Seu nome
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Linhares - ES
Atualizado às 15h56
33°
Poucas nuvens Máxima: 29° - Mínima: 15°
32°

Sensação

2 km/h

Vento

31%

Umidade

Fonte: Climatempo
Blogs e colunas
Últimas notícias
Mais lidas
Ele1 - Criar site de notícias