Quarta, 23 de Setembro de 2020
27 99808-4347
Eu Vi Em Sooretama Clima

Medo: Sítio é invadido e pessoas são assaltadas em Sooretama. Carta é enviada ao 12º Batalhão

Moradores enviaram cópia do ofício para a nossa Redação.

30/10/2018 10h04
Por: Redação
Medo: Sítio é invadido e pessoas são assaltadas em Sooretama. Carta é enviada ao 12º Batalhão

Noite de segunda-feira (29): De acordo com o Boletim Unificado 37634571 gerado pela Polícia Militar às 21h57 na Rua Vista Alegre, Conjunto Dalvo Loureiro, próximo ao Supermercado Casagrande, em Sooretama, três pessoas foram assaltadas.

O fato foi informado no Pelotão local e, segundo o BU, o bandido foi descrito como moreno, de bigode fino e que se aproximou das vítimas de bicicleta de cor vermelha. O marginal mostrou uma arma de fogo parecida com uma pistola, e tomou o celular de uma das pessoas rendidas. O assaltante não foi localizado.

Sítio usado como Centro de Recuperação é saqueado: Nem barco escapa

Tarde do mesmo dia, 29 de outubro, e a Polícia Militar registra outro BU: O de número 37622096, às 15h55. O cenário foi um sítio onde a Igreja Nova Aliança atua na recuperação de pessoas usuárias de drogas. A propriedade fica localizada no Patrimônio da Lagoa.

O BU diz que o coordenador do Centro de Reabilitação relatou que os criminosos levaram vários materiais entre ferramentas, alimentos perecíveis, um aparelho de som, uma botija de gás e até um barco de alumínio de 4 metros.

Portas do imóvel que fica na propriedade foram danificadas, e o coordenador, ainda segundo o BU, relatou à guarnição que é constante a entrada de pessoas suspeitas no sítio.

De acordo com o responsável, os bandidos invadem o sítio vindo de barco através da lagoa que fica nos fundos da propriedade.

Clima de medo

As ocorrências policiais registradas na sede e interior de Sooretama geraram um clima de medo na cidade há alguns meses. "A sensação de insegurança vem junto com  diversos registros de roubos, furtos, tentativas de homicídio, homicídios consumados, estupro, além do tráfico de drogas. Esse (o tráfico) acontece para todos verem à olhos nus e seja dia ou noite", disse um empresário que já pediu ajuda para a nossa Redação, reivindicando, segundo ele, "a volta do GAT", que era uma repartição da PM  atuante junto com a Polícia Civil.

O empresário reforçou: "Quando tínhamos o GAT e o doutor Fabrício aqui (Delegado Fabrício Lucindo Lima), estávamos  com a segurança bem melhor. Claro que tínhamos ocorrências, mas não tantas assim. E sempre víamos bandidos presos, com as viaturas das polícias Militar e Civil nas operações. Hoje, sinceramente, sem desmerecer ninguém, mas não entendo o que está acontecendo", relatou o leitor.

Carta é enviada ao 12º Batalhão

Nós recebemos uma carta da comunidade, e o teor fala sobre o clima de insegurança. A referia carta também foi enviada ao comando do 12º Batalhão da Polícia Militar.

A carta cita uma comunidade específica, mas foi pedido para omitirmos qual é essa comunidade, exatamente porque os moradores temem pelo que os bandidos possam fazer, caso descubram de onde surgiu a denúncia.

"Nós moradores estamos percebendo um aumento considerável no tráfico de drogas, roubos a pessoas em via pública, furtos em residências e estabelecimentos comerciais, e os mais graves homicídios e tentativas de homicídio. A população está assustada com este absurdo crescimento de violência que consideravelmente passou crescer nos últimos dias.

Por anos a cidade sofreu com diversos criminosos que aqui atuavam e, recentemente, digo há poucos anos, foi implantado um policiamento que surtiu muito efeito, denominado GAT. Vimos muitos criminosos serem presos por esta respeitada equipe."

Os dizeres acima fazem parte do teor da carta que foi enviada ao 12º Batalhão. E, conta, ainda, com pedido de uma justificativa sobre a não mais permanência do GAT na comunidade. A carta foi enviada ao comando do 12º Batalhão no dia 17 último.

Nós entramos em contato com o setor de comunicação do 12º BTPM, e também com o delegado chefe da 16ª Delegacia Regional de Linhares (DRL). 

As demandas ainda não foram respondidas.  Confira abaixo fotos que a comunidade enviou para a nossa Redação, segundo o representante, "dos tempos em que o GAT mandava nos bandidos":

8 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias