Polícia

Criança e adulto baleados: Força Tática apreende armas e leva mulher para a delegacia

Postada em: 15700

A dupla tentativa de homicídio que teve uma criança como uma das vítimas, e que foi registrada na noite desta quarta-feira (10), no bairro Nova Esperança, Linhares, resultou na apreensão do material que aparece na foto ao lado, e em uma mulher levada para a delegacia. Os envolvidos, contudo, continuam soltos.

Clique aqui e veja foto da vítima enquanto recebia atendimento do Corpo de Bombeiros

No Boletim Unificado 37464450 gerado às 18h59, na Avenida Lagoa do Testa, consta que a criança baleada é um menino de 11 anos, primo do adulto, de prenome Marlon, e que tem 25 anos.

O rapaz disse que estava em frente a casa de sua prima, conversando e vendo seu filho de 10 anos brincando com seu primo, (o menino de 11 anos que foi baleado), quando, de repente apareceram dois indivíduos, sendo um alto e magro, e outro baixo e magro.

A dupla, ainda segundo o jovem baleado, estava armada, cada um dos indivíduos com um revólver, e em seguida passaram a atirar em sua direção. Marlon foi atingido no ombro direito e na face direita.

O projétil ficou alojado no corpo do rapaz. Já o menino, foi atingido na região do glúteo direito, e o projétil também ficou alojado.

Mulher conduzida

Menos de duas horas depois, a PM gerou o BU 37465212 na Rua Capivara, após a Força Tática receber informações dando conta de que os autores dos disparos estavam homiziados em uma casa.

No local foi mantido contato com a dona da casa, e esta permitiu a entrada da guarnição para a casa  do filho dela, que seria um dos denunciados. .

Na revista foram encontrados um revolver calibre 32 e uma munição picotada do mesmo calibre; Uma garrucha cromada calibre 44 com numeração ilegível; uma arma de fabricação caseira calibre 12; e uma espingarda calibre 22; além de duas munições de calibre 12 sendo uma intacta e outra picotada; Uma balança de precisão e duas de maconha.

A mulher foi levada para a delegacia na condição de testemunha, e os materiais foram entregues à Polícia Civil.