Saúde

Estadualização do HGL repercute: Nem era para ter municipalizado, diz leitor

Postada em: 7195

"Escreve o que digo: Linharense vai sentir saudade da municipalização do HGL. Agora lasca tudo. A saúde de Vitória e boa?".

"O HGL não era nem para ter sido municipalizado! Com certeza ele deve voltar ao governo do Estado, lembrando que o fato da responsabilidade voltar ao governo do estado não quer dizer que por causa disso irá atender vários municípios, isso já acontece!" 

"Será o próximo Dório Silva".

"Aleluia já estava na hora."

Todas as observações acima são de internautas sobre o anúncio da Prefeitura de Linhares, dando conta de que nesta terça-feira (11) o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado da Saúde, informou o início do processo de estadualização do Hospital Geral de Linhares (HGL). "Com isso, a gestão da unidade hospitalar deixará de ser do município e passa a ser de responsabilidade do Governo do Estado. O anuncio foi formalizado numa reunião pelo governador Paulo Hartung, pelo secretário de Estado da Saúde, Ricardo de Oliveira e o prefeito de Linhares Guerino Zanon", diz a publicação.

Ação precisa ser aprovada pela Câmara de Vereadores

De acordo com a Assessoria de imprensa da PML, o governador Paulo Hartung explicou que, após interesse do Governo de estadualizar o hospital, é necessário o Poder Executivo Municipal enviar projeto de lei para ser aprovado pela Câmara Municipal.

O que mudará

A estadualização, ainda de acordo com a PML, dará condições ao HGL em utilizar todo seu potencial, disponibilizar mais especialidades e ampliar o número de leitos dos atuais 90 para 152, além de se tornar um dos principais serviços de urgência e emergência da região nas áreas de traumato-ortopedia, clínica médica e cirurgia geral, além de duplicar a oferta de leitos intensivos adultos.

Com a estadualização, o HGL deverá se integrar gradualmente como suporte hospitalar das linhas de cuidado implantadas na unidade da Rede Cuidar em Linhares (cuja inauguração, conforme adianta a Prefeitura, será neste ano de 2018), aumentando a oferta de consultas e exames; reduzindo o tempo de espera para consultas e exames; oferecendo um atendimento personalizado e humanizado; integrando as equipes da atenção primária às equipes da atenção especializada, garantindo assim um atendimento multiprofissional capaz de resolver até 95% dos problemas de saúde da população em sua própria região.

Custeio de R$ 40  milhões

O Hospital Geral de Linhares é um hospital próprio sob a administração da Secretaria Municipal de Saúde de Linhares, possui 90 leitos, pronto-socorro 24 horas, que realiza média de 20 mil atendimentos/mês, 250 mil atendimentos/ano. O custeio do hospital demanda gastos de quase R$ 40 milhões por ano, sendo que R$ 28 milhões são com recursos próprios da Prefeitura de Linhares.