Quarta, 05 de Agosto de 2020
27 99808-4347
Polícia Maes

Morte de irmãos: Mães marcam ato em Linhares para parabenizar trabalho da polícia

Na divulgação, elas chamam Georgeval. o Pastor George, de "monstro", e a morte das crianças de "crime hediondo"

24/05/2018 07h39
Por: Redação
Morte de irmãos: Mães marcam ato em Linhares para parabenizar trabalho da polícia

Um grupo de mães, que também aceita a participação de pais e outras pessoas , organizou um ato em Linhares, mais precisamente no Centro, em frente à casa onde os irmãos Joaquim Alves Salles, de 3 anos, e Kauã Salles Butkovsky, 6, foram estuprados, espancados e assassinados na madrugada de 21 de abril último por Georgeval Alves Gonçalves.

Leia também - Pastor molestou, espancou e matou filho e enteado em Linhares

O "Ato Solidário", como o evento é chamado, conforme informou uma mulher ao Site Eu Vi em Linhares, foi marcado para esta sexta-feira (25), às 20h00. "Olha, desde o início eu suspeitava, não queria acreditar, mas notava algo errado. Só que ninguém sabia explicar. E essa explicação veio do trabalho da polícia, dos Bombeiros, da perícia. Agora entendi como o crime aconteceu e foi piro do que eu imaginava", disse a mulher, referindo-se a Georgeval Alves Gonçalves, 36 anos, pai de Joaquim e padrasto de Kauã.

No envio da informação que é ilustrada com as fotos dos irmãos trabalhadas para qualificá-los como anjos, a mulher expõe. "Estaremos parabenizando todos da Polícia que estiveram e foram incansáveis nesse caso desse crime hediondo, tirando mais um estuprador das ruas". Ela pede que as pessoas levem cartazes voltados para elogios de consideração ao que lhe foi explicado: "Eu jamais imaginava que mesmo carbonizados os corpos apresentariam sémen, assim como nem cogitei a ideia de que aquele monstro poderia abusar dos meninos. Confesso que ele tinha culpa apenas por omissão de socorro por ter dormido e deixado os meninos morrer. Como podem encontrar sémen mesmo com os corpos carbonizados? Somente um brilhante trabalho mesmo. Por isso vamos reconhecer e agradecer, pois as dúvidas já estavam me consumindo. Eu  nunca irei esquecer isso", relatou.

Nesta quinta-feira (24), um dia após declarações oficiais de que Georgeval estuprou e depois desacordou as crianças para poder queimar os corpos e se livrar de provas, o assunto continua pelos quatro cantos da cidade. George, como é chamado, está preso em Viana com previsão de transferência para outra unidade, onde ficam pessoas que praticam o time de crime d qual é acusado. Ele pode pegar mais de 120 anos de prisão.

6 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias