Meio Ambiente

Cheia da Juparanã: Veja como ficou a praia do extinto Parque Municipal da Lagoa

Postada em: 19558

Placas quase submersas, e uma área de 2500 metros quadrados do estacionamento da rampa totalmente submersa. Não fosse o quiosque que fica (ou ficava) perto da areia da praia (também totalmente submersa), dificilmente poderíamos falar que num passado não muito distante o local foi tomado banhistas antes da área voltar aos antigos proprietários por meio de um acordo feito pela PML e homologado pela Justiça.

As fotos são da manhã desta quarta-feira (16), após a chuva do dia anterior. "Só a chuva de ontem repôs 30 dias de água do desvio da Samarco", disse um dos que atualmente trabalhamo para que a área volte a ser desfrutada por associados do Linhares Esporte Clube, referindo-se ao canal que a Fundação Renova abriu na barragem do Rio Pequeno para que a cheia da Lagoa Juparanã amenize.

A barragem foi reforçada pela Samarco para impedir que as águas contaminadas do Rio Doce, após o maior desastre ambiental do Brasil, em Mariana (MG) - que comprometeu o Rio Doce de Minas Gerais até Regência, onde deságua no Oceano - também contaminem o Rio Pequeno e a Majestosa Juparanã.