O que você viu?

Sujo, feio e risco de doença: Comerciante define banheiro do Mercado Municipal de Linhares

Postada em: 10738

Muita sujeira, risco de contrair doença e um lugar compromete a estética do espaço inteiro. Assim definiu um comerciante que trabalha no Mercado Municipal, no Centro de Linhares, ao enviar fotografias e descrever a atual condição do banheiro do espaço que fica aberto ao público dos 75 blocos onde são comercializados produtos que vão desde legumes e verduras e carnes, a celular e lanches.

O leitor pediu providências urgentes para que "o banheiro dos homens seja pelo menos um pouco mais higiênico", já que sujeira e o odor insuportável passaram a ser uma constante por ali. O que ele não sabe é que isso também acontece no banheiro feminino, conforme reclamou outro leitor. "Não deixo minha esposa fazer as necessidades ali e nem eu vou ao banheiro dos homens. Pedimos favor a minha cunhada que tem loja aqui perto e usamos o banheiro dela", explicou.

Um dos leitores que reclamaram disse que dias atrás foi feito "vaquinha" e arrecadado R$ 10,00 de cada comerciante para pagar uma pessoa para limpar os banheiros por alguns dias. "Ou o povo vai parar de aparecer aqui, de tanta imundícia que já fede logo la entrada", disse ele.

O mercado Municipal  "Manoel Salustiano de Souza", inaugurado em 31 de março de 1975, já foi manchete, por problemas como os apontados pelos leitores acima (clique aqui e confira). Os comerciantes possuem uma associação para tratar dos assuntos diversos, mas um dos leitores disse que a entidade não estaria funcionando. Nós não conseguimos contato com ninguém da Diretoria.

Buscamos um a resposta junto à Prefeitura Municipal que em nota informou: "A Secretaria Municipal de Obras e Serviços Urbanos informa que de acordo com a Lei nº 1.443/1990, a administração do mercado é de responsabilidade da Associação dos Comerciantes do Mercado Municipal de Linhares".