Quarta, 02 de Dezembro de 2020
27 99808-4347
Polícia Samarco

Pescador de 60 anos acusa casal de confiscar cartão da Samarco em Linhares

"Quero voltar para o asilo", disse ele. Casal citou que cartão está com taxista.

04/03/2018 12h13
Por: Redação
Pescador de 60 anos acusa casal de confiscar cartão da Samarco em Linhares

Um pescador de 60 anos e um casal foram levados de Povoação para a 16ª Delegacia Regional de Linhares (DRL) neste sábado (3) após denúncia que envolve um cartão de benefício da Samarco, o qual tem como titular o senhor de 60 anos.

A Polícia Militar, conforme dados do Boletim Unificado 35518379 gerado às 20h00, atendeu a denúncia às 17H48, em um sítio, próximo ao Trevo de Povoação. O homem disse que mora e trabalha na referida propriedade, e que possui um cartão da Samarco, mas que este está com o dono do sítio.

Ele ainda explicou que não recebe nenhum dinheiro, informou que não tem roupas e nem objetos básicos como sabonete, creme dental e comida. Ele também contou aos policiais que dorme em um colchão, no chão, e disse que quer pegar o seu cartão e voltar para o asilo de onde foi retirado pelo dono do sítio e a esposa dele.

A PM foi à residência do dono da propriedade, em Povoação, e este disse que manda todos os alimentos para o o homem e cuida do pescador como se fosse da família. Além de negar a acusação sobre as necessidades não supridas, o dono do sítio, ainda de acordo com o Boletim Unificado, disse que o cartão estaria com outra pessoa, e que esta pessoa é um taxista, que mora no Centro de Linhares.

A PM relata que o taxista, que, inclusive é muito conhecido na cidade, não foi encontrado em casa e que o casal e o homem que é titular do cartão foram levados para a 16ª DRL  para as devidas providências.

Nosso plantão apurou e não conseguimos contato com o delegado que atuou no plantão noturno, mas obtivemos a informação que ele prendeu o casal e quer o cartão. Também apuramos que o homem de 60 anos é pescador e que o cartão equivale a R$ 1,3 mil. A suspeita é que o taxista tenha comprado esse cartão por um preço menor e que saca mensalmente o dinheiro.

Em contato com o delegado que assumiu o plantão neste domingo (4) pela manhã, este disse que as pessoas que foram presas durante a noite haviam sido encaminhadas (para unidades prisionais), mas que na lista não constava o nome do dono do sítio.

Nós não iremos divulgar nomes, tanto da vítima quanto do casal e do taxista. Ainda assim, estamos com espaço aberto para quaisquer manifestações por parte da defesa dos mesmos. 

 

13 comentários
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias